Mensagem de Texto

19/05/2022

 

“Eu não gosto e não sou muito de falar de sentimentos, por isso eu prefiro escrever. Então espero que você entenda o que eu quero dizer.


Eu estou completamente ciente do que você tem pra me dar, eu sei do seu tempo, do seu trabalho, dos seus interesses... sei que um relacionamento não é a sua prioridade.  E tá tudo bem, sabe? Ainda que as minhas vontade estejam mudando, o que permanece igual é que eu quero continuar ficando com você. 


Se em algum momento eu não me sentir mais bem com isso, eu vou te falar e seguimos como amigos. Mas enquanto isso não acontece, não vejo motivos pra parar com algo que é tão bom.


Eu entendo seu jeito, entendo as tuas coisas e por mim tá ok assim, porque eu sou desse jeito também. Eu tenho meu trabalho, minhas manias, minhas pretenções, supervalorizo meu tempo e meu espaço. Eu sinto falta daquelas coisas de antes sim, mas isso não é algo que eu penso todos os dias. Primeiro, porque eu não estou procurando ninguém; segundo, porque isso é um processo. Eu não vou conhecer alguém e daqui pra amanhã vai acontecer. 


Eu não quero mais ouvir de você que você não é ou não pode me dar aquilo que eu quero, porque a única coisa que eu quero de você é só estar com você.


Então espero que você tenha entendido a leveza que eu enxergo isso que a gente tem. Não é segredo que estou gostando de você, mas eu gosto de um jeito bom, de um jeito de quem quer bem e gosta de ter por perto. Não de um jeito que quer te prender ou que espera algo. O que tiveres de me dar, vais me dar porque queres me dar.”


(leia com uma voz suave, se vc não leu, volte e leia de novo rs) 


Meu Bullet Journal de Maio

16/05/2022

 


Eu gosto de usar Bullet Journal para me organizar porque esse é o método mais flexível de todos! Ele deixa todas as minhas tarefas, metas e projetos organizados e ainda acompanha minha inconstância. Rsrs.

Eu sei que tá um pouco tarde pra eu falar de Bujo de Maio, mas essa é a coisa mais interessante sobre ter um bullet, ele é atemporal. Você pode começar quando quiser, no dia do mês que quiser. Não vai ter desperdício de páginas não utilizadas como numa agenda e se você quiser começar hoje mesmo ou na semana que vem, o seu mês pode render bastante!

Vou mostrar pra vocês como ficou meu bujo desse mês e no final deixar umas inspirações pra quem quer começar a fazer.

Eu confesso que não gostei muito do do título, mas foi o que saiu. Eu fiz várias anotações aleatórias que ainda estou transcrevendo para outras páginas. Abaixo do título vão ficar coisas relevantes que fiz no mês de maio.Na página ao lado eu coloco um calendário mensal para que eu possa anotar em cada dia os meus compromissos. Esse método é extremamente eficiente comigo, pois, eu consigo visualizar tudo o que devo fazer e me impossibilita de marcar compromissos na mesma data. 

Eu queria algo com mais cores, mas sem muitos desenhos porque eu gosto de otimizar os espaços o máximo possível. Então fiz pequenos rabiscos com canetas porosas em tons pastel, inseri o dia da semana abreviado e o dia do mês. Anoto tudo de lápis, para as eventuais mudanças do dia ou da semana. Isso me ajuda a deixar o caderno menos poluído. 


Outras ideias pra você!
imagens: pinterest

Opção de organização das tarefas da semana com bastante lettering e cores. Título menor e calendário mensal abaixo para facilitar a visualização das datas.

Eu amei esse demaisssss!! 

Esse aqui eu também gostei muito das cores e estética. Muito criativo.

Uma opção menos colorida e pra quem gosta de espaço e preencher bastante os dias.

E uma opção super milimalista para se inspirar. Sem cores, sem desenhos, leterreing, só o básico.


Espero que você tenha gostado! Se quiser conversar mais comigo sobre pode me chamar no insta @nayandra.r. Eu adoro trocar ideias sobre organização e afins.

 



Outros Verões

28/04/2022


É difícil fazer as malas e se mudar sem querer, se mudar porque é preciso e não porque planejou.

Imagine a casa que você cresceu, onde tudo é familiar e aconchegante. Imagine alguém que te visita, que se senta a mesa... Depois de muitos anos, ver que tudo isso está se esvaindo é um susto bem grande. É como se muito do que você conhecia já não estará mais ali e você terá que criar uma outra vida longe daquilo que você gostava tanto.

Fechamentos de ciclos consistem em dar adeus ao que deve ficar para trás. Muitas vezes eu escolhi ficar. Até quando não deveria, escolhi ficar. Acreditava que algumas relações deveriam ser preservadas por toda a vida, porque aquelas eram como suas raízes e eu sempre olhava as minhas com amor. Mas se você parar pra pensar, raízes te prendem ao chão e, às vezes, a terra já não é mais saudável.

Claro que estas são metáforas – no meu caso, as duas falam de pessoas.

Às vezes, temos o péssimo hábito de esquecer que as coisas são efêmeras, que não significa que não foi verdadeiro, mas elas têm prazo de validade. Eu sei, a gente se apega bastante ao que consideramos nosso, mas se ater ao passado te impede de viver o presente e de mudar o seu futuro.

Muitas coisas irão agora ficar guardadas na minha memória como “uma boa amizade que tive, um amor que vivi, bons momentos que compartilhei”, foram incontáveis estações. Mas o tempo passa, a vida adulta chega e o preço dela é a sua dedicação, ela só anda se você se movimentar. Então, já não temos mais tempo para perder lidando com certas situações.

Quando não abrimos mão do outro, forçando mantê-lo em nossa vida, deixamos uma coisa muito importante para trás, nós mesmos. Então, não espere uma situação ficar insustentável para que você siga em frente. Nós sempre sabemos quando algo chegou ao fim, seja morar com seus pais, seja um relacionamento ou uma amizade.

Para pessoas e plantas: sempre haverá outros verões.


ÚLTIMO BISCOITO
LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL