Eu não saí da minha cidade pra ter medo de encarar a vida.

06/07/2020

Foto: https://www.instagram.com/elinafedorova/

Quando resolvi mudar de cidade foi para, pela primeira vez, me arriscar de verdade e me desafiar a superar o medo que eu tinha das pessoas e do mundo. Eu saí de lá pretendendo ser pra mim tudo que pudesse. Explorar todo meu potencial e sonhos.

Quando cheguei aqui tinha apenas algumas malas na bagagem. Guardei com carinho a minha história do passado e tive finalmente a oportunidade de me reinventar. Eu confesso que não tive muito trabalho, se você crê ou não, só posso afirmar que Deus foi o grande responsável pela maioria dessa história.

Aos poucos eu fui conquistando meu espaço, físico e subjetivo, ao lado das pessoas e nos lugares que eu ia conhecendo pelo caminho. Em muitos momentos, eu estive mais presente na vida delas do que na minha própria. Fui vivendo. Entre uma crise e outra, mais uma fase nova. Quando me dei conta, a minha lista de contatos era completamente diferente de um ano atrás. As minhas conversas frequentes, encontros e momentos recentes eram com pessoas que jamais idealizei e quando paro pra olhar de fora, não consigo imaginar uma vida melhor neste momento.

Sempre há dentro de mim uma busca incessante por algo, que às vezes é até cansativa. Não sei dizer o que o meu coração anseia, ele sempre foi inquieto, mas quando paro para refletir, percebo que já tenho o suficiente e me lembro de me dedicar ao presente, porque ele acaba.

Esses são só mais alguns pensamentos soltos, ou sentimentos que podem não ser sentidos só por mim. Essa era uma coisa que eu pensava bastante quando era mais nova, se alguém em algum lugar se sentia como eu me sentia. Espero que esse texto passe por uma, duas ou três pessoas, até chegar a que realmente vai se sentir abraçada por essas palavras.

Eu sei que vem muito mais pela frente e não quero olhar para trás e sentir que não aproveitei.

Junho: Bullet Journal, Tatuagem e Papelaria

23/06/2020

Eu poderia ter feito um 6on6, né?
O meu objetivo para este mês era escrever mais! Em junho aconteceram muitas mudanças por aqui. Eu comecei em uma nova função, iniciei projetos inesperadamente, tentando me adaptar em uma nova rotina, uma crisezinha existencial e muitas reflexões. Com isso, os dias foram passando depressa. Todos os dias eu queria sentar e escrever alguma coisa, mas eu não conseguia.

Numa tarde de segunda eu estava sufocada e nada naquele momento poderia me acalmar, a não ser a escrita. E só de pensar em poder sentar e escrever sobre tudo que sentia já me aliviava. Vai parecer loucura, mas eu achei esse momento perfeito para registar na minha pele o meu amor pela escrita e o quanto ela é importante pra mim.
Já fazia uns bons meses que eu estava com essa ideia na gaveta e foi surreal como tudo foi se encaixando. O desenho, a disponibilidade do estúdio de uma forma segura, o momento... Essa tarde me confortou muito. Confortou a saudade, a solidão que eu sentia, o peso do momento que estamos passando, me tirando um pouco da rotina pesada e me trazendo de volta para uma realidade aconchegante.
Me sinto um pouco mais eu agora.

Mas quando falo sobre escrever, não me refiro só a textos para o blog ou coisas digitais, eu adoro escrever manuscritos. Acho que é por isso que eu gosto tanto do meu bullet journal, mesmo não usando sempre para me organizar sobre tudo, eu simplesmente uso para escrever, para libertar minha criatividade sem muitas restrições, de um jeito feliz.

Meu Bujo de Junho ficou assim. Usei papel pardo e páginas de um livro antigo. Eu consegui escrever muito pouco nele, mas o pouco que fiz me ajudou bastante a ter uma visão mais clara do andamento dos meus projetos. Eu sei que já tá no finalzinho do mês e que logo, logo eu terei que fazer o do mês seguinte, mas é aquela velha história: atemporal.
Para melhorar minha escrita e a estética do bullet, investi nos produtinhos de uma papelaria nova que eu conheci. Fiquei simplesmente encantada com tudo!
Quero falar primeiro sobre essas canetas stabilo n° 88 e n°89. As duas são cor caramelo, naquele tonzinho de outono, que era minha proposta para este mês.
Outra coisa muuuito legal, que eu tava procurando há um tempão inclusive, são esses post its de cor preta. Eu acho muito legal papel nesse estilo e a o diferencial em ter que escrever somente com caneta prateada (ou lápis).
Tem também post it de gatinho! Sempre tem uma fofura, né gente? Não dá. Ele é nos mesmos tons das canetas e sem muito exagero. Amei as patinhas.
Por último, a minha primeira caneta brush. Ela é uma Cis Graf brush fine. Eu tô aprendendo a manusear ainda. Eu tive que assistir um tutorial no youtube antes de riscar com ela. Eu tô multo empolgada pra fazer lettering usando ela e acho que vou comprar outras cores. Essa frase foi escrita com ela.
Esse foi um resumo bem breve sobre onde está minha concentração nesse momento e espero muito que tenham gostado do bujo, das comprinhas e da minha tattoo nova.

Meu tatuador é o Rafael Sid, do Garage Ink
A lojinha é online, se chama Art Papelaria. Tem produtos incríveis lá e os preços são até mais acessíveis que em lojas físicas.




Beijos | @nayandra.r


1 peça 5 looks com body de renda

20/05/2020


Hoje eu publiquei no meu IGTV um vídeozinho de looks com Body de Renda. Eu amo muito essa peça. Acho uma tendência muito elegante e sexy ao mesmo tempo, e como a grande maioria das peças você pode dar várias versões a ela.

Eu me diverti muito criando looks diferentes com ele e quero compartilhar com vocês algumas fotinhas.

Antes de tudo é importante avisar vocês, eu não sou especialista em estilo. Eu gosto de moda, sei sobre algumas “regrinhas”, truques e tendências, mas, na verdade, eu redescobrindo meu estilo. Os looks de hoje são inspirados no que eu acho bonito e produções que eu realmente usaria. Então, me perdoem se eu falar alguma besteirinha.

Esse primeiro look eu rompi a sensualidade do body porque o resto do corpo está predominantemente coberto. A calça jeans preta fala por si só. Apostei num scapin nude para quebrar o preto, mas sem contrastar muito. Por cima coloquei um colete de alfaiataria, com uma estampa vintage e pra finalizar, uma bolsa média, com cara de trabalho. Hahaha.
Não ficou um pouco mais arrumadinho?


A aposta pro segundo look foi algo com uma pegada mais esportiva. A graça desse look pra mim foi mesmo o body de renda, se fosse um body de malha não ficaria tão bom! Utilizei um shortinho de corrida em tactel, por cima um cropped bem curtinho, o que deixou o look charmoso, mas sem mostrar tanta pele, tênis básico e voilá!


Body com jeans de lavagem clara, pode? PODE!
Coloquei uma camisa de botão por cima pra não ficar com a pele muito exposta, já que a calça já é bastante justa e o sapato é de salto e tiras. Confesso que essa não era a minha camisa ideal, mas ela era a mais aproximada da que eu imaginei para este look.


Esse foi um dos meus favoritos! Eu amo esse short rosinha e quase nunca uso. Ele tem um tecido nem suave que permite um look casual sem aquela cara de despojado. Usar com rasteirinha deixa ele mais romântico e sutil, optei por um mule, que é outra tendência casual mais sofisticada. Eu já gostei dele assim, mas às vezes eu fico descontável de estar com muita pele amostra. Eu sou viciada em jaquetas e camisas de manga longa e caso faça frio eu gosto de estar preparada. Eu mal posso esperar para usar realmente esse look.


Para um look mais ousado, apostei na saia de couro sintético, com salto de tiras e por cima coloquei uma camisa de botões com tecido fino. Eu gostei bastante dessa composição, principalmente na amarração da camisa que ficou mais folgadinha nos ombros.


Eu não mostrei mais detalhes dos looks aqui, pois, quero sim que vocês deem uma passadinha no IGTV e confiram o vídeo, ficou uma gracinha! Os meus favoritos foram o 1, 4 e 6! SIM, tem um look bônus.

Algumas considerações:
Algumas peças que eu utilizei nesses looks são super achados de brechó. O colete da primeira foto, a jaqueta jeans, a camisa de azul de tecido fino da última foto, todos são peças de brechó e custaram R$ 4, R$ 7 e R$4, respectivamente!!

Uma coisa que eu preso muito na hora de comprar roupas é o tecido. Sempre presto muita atenção no tecido, pois, ele faz toda a diferença. Outra coisa, opto por comprar peças que combinam entre si. Quando compro, imagino com que roupa do meu armário ela vai combinar. Eu dificilmente compro aleatoriamente.
Falo sobre isso, porque uma amiga minha disse que ela ficou impressionada em como as minhas roupas combinam umas com as outras, bem, é por esse motivo.

Espero que tenham gostado das minhas ideias de looks com body. Já tenho um outro vídeo de looks prontinho pra liberar pra vocês com um tema bem legal. Então corre lá no insta e me diz, qual foi o que você mais gostou?

Beijo ♥

Presets Lightroom para baixar gratuitamente

11/05/2020


Heyyy!
Hoje eu trouxe pra vocês um pac com três presets gratuitos do Lightroom. Todos são feitos por mim e editados em fotos que não tinham filtro algum. Então é fresquinho tá? Não tem edição por cima de edição aí.

Faz muuuito tempo que eu queria desenvolver presets para disponibilizar aqui no blog, só ainda não sabia por onde começar e enfim, qual a preferência de vocês quanto a cores. Ultimamente os tons quentes estão bem em alta, principalmente agora com a chegada do outono.
Aqui no norte onde eu moro o clima é predominantemente quente. É praticamente verão o ano todo, por isso essas cores contemplam bastante, traz uma coisa mais fiel ao que é viver em um país tipicamente tropical.

Quase Outono | Almost Autumn


Tons quentes, um preset com toque de outono suave. O preset é feito sob uma foto da Karol Pinheiro, selfie simples como a gente costuma tirar bastante. Já achei a foto bonita por retratar a vida real e fiquei curiosa pra dar um toque a mais na beleza dessa foto, gostei do resultado e agora compartilho com vocês.


Muito Quente | Too Hot

Tons ainda mais quentes pra quem gosta de um filtro bem intenso. Fiz sob a foto da bela Rebeca Oliveira, uma foto que já era bonita natural e eu mais uma vez fui brincar com as cores dela. Ta aí o resultado e por que eu decidi pesar tanto na edição dessa foto? A Rebeca é ruiva, então eu quis trazer nuances que combinem com o cabelo dela, dando intensidade o cabelo dela, mas sem mudar a cor dele.


Tarde de Verão | Summer Afternoom

Uma edição profissional pra você fazer com suas fotos pelo celular! Preciso dizer mais alguma coisa? Eu amei muito esse preset, ele conseguiu aproveitar muito a luz natural do sol que quase não aparecia e fez muito jus a uma tarde bonita.
Dica: Prefira horários entre 16h e 18h para este resultado.



COMO BAIXAR?

 
// Visit helplogger.blogspot.com for more widgets and tricks.